sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

QUAIS SÃO OS 3 PONTOS, AO NÍVEL DO CORAÇÃO, QUE FORMAM O TRIÂNGULO DO CORAÇÃO? - SRI AUROBINDO - A QUESTÃO

Rendo Graças ao autor desta imagem








Quais são os 3 pontos, ao nível do Coração,
que formam o Triângulo do Coração?


O Triângulo do Coração é formado de dois modos, no seu Coração, correspondentes ao que é chamado de ‘Selo de Salomão’ ou ‘estrela de 6 pontas’.

É uma projeção, correspondente aos 6 pontos que deu Mestre Ram.

Eu os lembro de que a Merkabah é frequentemente representada pela associação de 3 pirâmides encaixadas umas nas outras.

Essa é a imagem da reunificação das 3 lareiras: Lareira Luciferiana, Lareira Cardíaca e Lareira Sagrada.

Isso será constituído ao nível do Coração, do seguinte modo: a ponta do Triângulo inferior corresponde ao chacra do Coração.

Os pontos da base desse Triângulo são situados ao nível do que é chamada de Gota Vermelha e Gota Branca [pontos de enraizamento da alma e do Espírito], formando um Triângulo, com ponta para baixo.

O Triângulo, ponta para o alto é, ele, constituído do ponto posterior do chacra do Coração, situado sob a apófise transversa da 5ª vértebra dorsal.

As duas pontas, naquele momento, correspondentes à base do Triângulo, são representadas do mesmo modo, pelos pontos que acabo de dar, ou seja, chacra de enraizamento da alma e chacra de enraizamento do Espírito.

Esses dois Triângulos não estão no mesmo plano, eles estão inclinados, um em relação ao outro, em 45º, o que é desejado.


Assim, portanto, a imagem desta estrela de 6 pontas representa o equilíbrio entre o Fogo da Terra e o Fogo Luciferiano, resolvido pela redenção desejada por Cristo na Dimensão Crística, no KI-RIS-TI, presente, certamente, no Coração, como Irradiação da Fonte e Samadhi.

E presente, também, ao nível de um ponto existente ao nível da cabeça, situado atrás, ao nível do occipital, à direita.

Eu digo que o conhecimento disso será natural e espontâneo, penetrando os espaços do Coração e da Estado de Ser, e que não é absolutamente necessário, ainda uma vez, conhecer toda esta mecânica (energética, espiritual, Vibral) para aceder ao Coração.


Mas parece-nos importante, para nós, Anciões, assim como para os Arcanjos e para as Estrelas de Maria, dar-lhes esta constituição espiritual, real, do seu corpo de Estado de Ser, manifestando-se mesmo nesse corpo ilusório, tal como vocês o vivem pelas Vibrações.


Sri Aurobindo
10-08-2010





Rendo Graças às fontes deste texto:
Tradução: Célia G.







terça-feira, 23 de dezembro de 2014

QUAL É A SIMBOLOGIA DAS FESTAS DE NATAL? - AÏVANHOV - A QUESTÃO

Rendo Graças ao autor desta imagem








Pergunta: qual é a simbologia
das festas de Natal?



Natal [NOEL] quer dizer o quê?

NO-EL, isso quer dizer ‘Sem os Elohim’.
NO-EL, é a festa sem Elohim, ou seja, sem a Luz.

Vocês veem como as coisas foram invertidas.
Mas é preciso colocar as coisas no seu contexto.

Quando vocês dizem a alguém « Feliz Natal » [‘Joyeux Noël’], vocês desejam a ele(a) um feliz dia Sem Luz.

É tão simples como isso.

E se tem denominado esse o dia do nascimento do Cristo, o que é arquifalso, em Verdade.

Vocês têm se revestido de palavras que significam o contrário, ao nível Vibratório, do que vocês creem.

Quando vocês desejam ‘bom ano’, vocês desejam Bom Anou [‘bon anou’].

Quem é Anou?


É Yaldébaoth [demiurgo].
Portanto, vocês festejam Yaldébaoth que aprisiona vocês por mais um ano.

Da mesma forma, quando vocês festejam seu Aniversário, vocês festejam Anou, vocês agradecem a ele por ter aprisionado vocês em seu corpo.

E aliás, tudo é feito, naquele dia, para que vocês não estejam na Luz, não é?

Através do álcool e de todas as carnes e todos os alimentos em abundância que vocês comem naquele dia.

De que maneira vocês pretendem estar na Luz, naquele dia, quando esse dia era antes de tudo a festa do renascimento do Sol?


Vocês têm uma visão geral das coisas como elas são modificadas
para vocês e tudo é assim.

Pergunta: há um sentido sagrado nas grandes festas religiosas como Natal [“Noël”]

Primeiramente, Natal [“Noël”] não é uma festa sagrada.
É uma festa satânica, na totalidade: “NO EL”: eu já expliquei.

O Natal está diretamente associado às festas pagãs que são festas de adoração a Yahvé (ou a Ya, ou a Yaldébaoth, aos Arcontes).

Não é, certamente, a festa do nascimento de CRISTO.
Portanto, não é uma festa sagrada.
Eu iria mesmo mais longe.

Toda comemoração, qualquer que seja, mesmo um acontecimento feliz, o mais feliz da sua vida, vocês têm desejo de vivê-lo.
Portanto, vocês o comemoram.

Mas, comemorar, é recorrer ao passado.
Isso os afasta do presente, qualquer que seja esta comemoração.
E isso os afasta da Deslocalização e isso os afasta do Estado de Ser porque vocês mantêm o confinamento.

Na comemoração, do aniversário ou da morte, é a mesma coisa: vocês mantêm o apego.
Vocês se aprisionam ainda mais.

O que vocês têm de comemorar é a Vida, a Luz e o Amor.
E, isso, é a cada sopro.

Isso é tudo.



Omraam Mikhaël Aïvanhov
05-11-2010





sábado, 20 de dezembro de 2014

COMO VOCÊ DEFINE A POBREZA? - ARCANJO ANAEL - A QUESTÃO

Rendo Graças ao autor desta imagem









Pergunta: como você define a Pobreza?


Bem amada, a Pobreza é sinônimo de Infância.

É aquele que aceita se dispor de todas as ferramentas da personalidade e de todos os conhecimentos intelectuais, quaisquer que sejam, a fim de tornar-se de novo como uma criança.
Essa é a verdadeira Pobreza, nada tendo a ver com qualquer estado financeiro ou econômico.

Pergunta: como fazer, concretamente?

Abandonar-se à Luz.
Abandonar-se, si mesmo.
Aceitar morrer, em meio à personalidade.
Aceitar nada mais ser, para ser Tudo.
Vocês não podem ser Tudo, no Céu, e tudo, aqui.
Lembrem-se de Cristo.
Lembrem-se de alguns Anciãos que lhes falaram, de maneira perfeita.
Todos eles lhes disseram, aqueles que se expressaram, ou aqueles que lhes deixaram testemunho: “o que eu faço, vocês o farão e bem maior ainda”, “o que eu faço, eu o faço porque eu sou o menor dentre vocês, neste mundo”, “meu Reino não é deste mundo”.

Enquanto existe, em vocês, uma vontade persistindo neste mundo, vocês não são pobres.

“Ninguém pode servir dois mestres ao mesmo tempo”.

É a isso, a esta Graça, que vem confrontá-los a Luz, em seu desdobramento total sobre a humanidade.
O que vocês querem ser?
Esta personalidade limitada?
Este corpo limitado?
Ou vocês querem ser a Totalidade?
Mas isso não pode ser um e outro.
Isso é um ou outro.
Nesse sentido haverá ranger de dentes.

Todos os partidários da perpetuação da Ilusão, todos os partidários da adesão ao aperfeiçoamento da personalidade, todos os partidários da espiritualidade da alma (e não do Espírito) irão ranger os dentes no momento em que a Luz se revelar.
Esse ranger de dentes é apenas a distância que cada consciência colocou entre ela e a Luz.
O conjunto do que eu pude exprimir, desde alguns anos, referentes ao Abandono à Luz, o conjunto dos ensinamentos transmitidos pelas Estrelas e pelos Anciãos, foi, em última análise, apenas destinado a prepará-los a essas Núpcias de Luz.
A passagem da Porta Estreita, a noite escura da alma (tal como foi expressa, desde alguns meses), é a estrita verdade do que vocês têm, agora, para viver.
A Luz é um Fogo devorador.

O Fogo do Espírito os chama ao Espírito.
Mas, para viver o Espírito, não pode existir a menor personalidade, o menor confinamento, o menor medo.
Tudo deve ser Abandonado e Crucificado, para o Espírito.
Vocês não podem viver e vocês não poderão viver os dois ao mesmo tempo.
Será ou um, ou outro.
E deste momento, deste reencontro final da Luz coletiva com sua luz individual, resultará a frase que nós lhes demos: “ser-lhes-á feito muito exatamente segundo sua Vibração”.
Naquele momento específico, alguns, sem qualquer preparação, passarão a Porta Estreita.
Alguns, apesar de sua preparação, não passarão a Porta Estreita porque não é uma questão de trabalho, não é uma questão de ancianidade, mas sim uma questão de Transparência e de Clareza Interior.
Cada ser irá, muito precisamente, aí onde porta sua Vibração.
Vocês se tornam cocriador de sua realidade, de sua Verdade e de seu estado Dimensional.

Compreendam bem que a Luz, como nós lhes dissemos, jamais irá julgar seu caminho e seu destino, nesse processo de passagem da consciência atual para a Consciência nova, ao nível do conjunto coletivo da Terra.
Vocês o veem bem ao redor de vocês.
Por toda parte sobre este planeta, pelo pouco que vocês se voltam para o que acontece, real e concretamente, vários povos, ajudados ou não, desejaram as mudanças.
Vários povos não querem a mudança.
Sempre foi assim, mesmo em meio à Ilusão deste mundo.
Toda a questão está aí: “o que vocês desejam ser?”.
Mas vocês não podem ser a Luz, e ser a personalidade.
A personalidade deve ser transmutada, pela Graça da Luz, e na totalidade.

Porque a personalidade é apenas mantida pela pré-existência do medo, inscrito em suas estruturas e absolutamente não pelo Espírito.


Arcanjo Anael
24-10-2011





Rendo Graças às fontes deste texto:






terça-feira, 5 de agosto de 2014

FOGO MICAÉLICO - ARCANJO MIGUEL - 03-03-2012 - COM ÁUDIO

Rendo Graças ao autor desta imagem
 
 
 
 
ARCANJO MIGUEL
03/03/2012
 
 
 
 
FOGO MICAÉLICO
 
 
Eu sou MIGUEL, Príncipe e Regente das Milícias Celestes.

Bem amados Filhos da Lei do Um, que o Manto da Graça
e suas Bênçãos estejam com vocês.
 
Como anunciado pelo nosso Embaixador, o Arcanjo ANAEL, o Conclave Arcangélico, reunido desde algum tempo, cumpriu (em meio a este Sistema Solar, sobre a Terra, como em vocês) a totalidade do que devia sê-lo.

Liberando, sucessivamente, o Sol, a Terra, o conjunto deste Sistema Solar, e vocês mesmos, ao que vocês São.

Enquanto agente operando no Fogo Micaélico (assim nomeado em meio ao Logos Solar), hoje, eu faço ressoar, em vocês, a Trombeta que vem purificar, pelo Fogo, as últimas dúvidas do seu ser, inscritas nesse limitado.

O Fogo, agente purificador e elevador (que é, eu os lembro, sua natureza e sua manifestação, além deste mundo), entra, doravante, em ação.

Não somente em meio ao seu Coração, mas, também, em meio ao seu sacro, fazendo retornar a matéria, pela sua Transfiguração, sua transformação, sua Elevação, ao reino da Unidade.

O Tempo da Ressurreição, do Absoluto, chegou.

Chamando-os, cada um à sua maneira (que isso seja através da consciência de suas próprias dúvidas, ou da sua própria Alegria), a estabelecerem-se além da Alegria e além da dúvida.

O Canal do Éter, forrado de Luz Adamantina, deixa passar o Fogo da carne no Fogo do Coração e no Fogo do Sol.

Somente os últimos resquícios de resistências e de apegos (à pessoa, ao seu limitado, à sua experiência de vida) são os últimos freios, as últimas resistências, presentes em vocês.

Não há nem que julgar, nem que condenar, nem mesmo que observar o que se desenrola.

Há apenas que transcender a própria noção de limite, que este limite seja a Alegria ou a dúvida.

A Luz trabalhou em vocês, manifestando-se e criando essas franjas de interferências, tornando-os sensíveis à sua Verdade e ao seu estabelecimento em sua estrutura, nesta estrutura nomeada o Templo.

Hoje, se tal é o seu Futuro, é tempo de deixar toda certeza, toda Alegria, toda dúvida, a fim de viver o Abandono final ao que vocês São, além de todo Véu, além de toda Dimensão.

O Manto Azul da Graça teve, em vocês, ou terá, muito exatamente, este papel, esta função, este tipo de agenciamento.

É tempo de nada reter, a fim de viver a Ascensão da carne em meio às Moradas Eternas da sua Verdade.

Enquanto Regente e Príncipe das Milícias Celestes, enquanto Organizador do Conclave, nós conduzimos, juntos, as 12 etapas das Núpcias Celestes, tendo permitido a restituição das 5 Frequências que haviam sido removidas de toda manifestação de vida, quaisquer que sejam os Universos, os Multiversos, as Dimensões.

Isso foi realizado, fazendo a desconstrução e a construção da identidade nova, denominada Estado de Ser que, hoje, se tal é a sua Vibração, deve despojar-se dela mesma.

Viver esta etapa final (que não é uma), é Aceitar, é Renunciar, enquanto continuando a viver o que é para viver, por este efêmero que vocês ainda são.

Além do que é para viver, há o que vocês São, desde toda Eternidade.

O Fogo, que eu deposito em sua carne, em cada estágio do ser que vocês estão aqui, tem por objetivo recolher a Eternidade em meio ao seu efêmero.

Nenhuma preocupação, nenhuma dúvida, nenhuma Alegria pode interferir com a Onda da Terra.

Nós sempre lhes dissemos que o momento exterior da Ascensão seria o momento decidido pela Terra.

Esse momento chegou.

Ele se manifestou.

Alguns de vocês vivem a manifestação nesta carne.

O Fogo da Terra, a Liberação da Terra, vem (do núcleo central cristalino da Terra) despertar a Verdade.

Absolutamente tudo (como lhes disseram os Anciãos) o que devia ser realizado sobre esta Terra, foi cumprido.

Resta à sua consciência e à sua carne serem eles próprios Transcendidos, pelo Canto do Céu e pelas Trombetas.

Isso é, em sua linguagem, iminente.

O que é a iminência?

É o que foi realizado, nas Dimensões outras que a sua, e que não sofre mais adiamento que aquele da sua completitude.

Isso é agora.

Lembrem-se: O Comandante (ndr:
O.M. AÏVANHOV) disse-lhes, muitas vezes, que o que desaparece é o mundo, e absolutamente não o que vocês São.

Vocês São (além da Semente de Estrelas) a Eternidade.

Algumas palavras foram pronunciadas, e Vibradas, pelo Arcanjo URIEL.

Eu venho ali acrescentar a Presença do Fogo, em meio à Nova Eucaristia do seu Sagrado, que é o Coração, que é o sacro, que á a cabeça.

Abrasando, e permitindo o fogo da queimação tornar-se o Fogo da Vida, a Água do Batismo, da sua Ressurreição no Um.

O que se realiza, hoje, em termos humanos, é apenas Justiça e restabelecimento da equidade, da Verdade, onde nenhuma separação pode pretender opor-se.

No que se refere ao Eu limitado (ao qual vocês aderem, pela sua simples presença sobre este mundo), há apenas que deixar a Obra terminar.

Simplesmente.

Permaneçam, em sua vida, fazendo o que vocês fazem, reconhecendo, e percebendo, que vocês não são de modo algum esse fazer, que vocês não são de modo algum este ser, mesmo no Si Luz.

O que É, está além de toda palavra.

Há apenas que Ser, além de toda palavra.

Isso não requer de vocês qualquer ação, qualquer estado, qualquer vontade, qualquer impaciência.

Porque isso É.

A partir de agora.

O conjunto dos Arcanjos, ressoando na linha do seu Canal do Éter, é, muito precisamente, o que vocês Vivem.

O que foi nomeado Onda da Vida, ou Onda do Éter, é, efetivamente, o que vocês São.

Todo sentido do Eu, todo sentido do Si, todo sentido de um Arcanjo, de uma Estrela, de um Ancião, resolve-se, agora, no Absoluto que vocês São.

Lembrem-se de que isso é natural, inato, e não pode ser adquirido, independentemente da forma.

Nenhum conhecimento (e eu deixarei, para isso, o
Arcanjo JOFIEL exprimir-se longamente) justifica, e pode estabelecer, a Verdade.

O momento (e o instante que vocês vivem) chegou para superar tudo o que é passado, superar toda crença, no que quer que seja.

Como isso lhes foi dito por aqueles de vocês, humanos, tendo alcançado e realizado este Absoluto, vocês não São absolutamente nada do que vocês podem supor, crer, projetar, imaginar, construir e desconstruir.

O tempo do conhecimento projetado e separado, pela Graça da Terra e pela sua própria decisão, terminou.

Vão para o seu caminho.

Vocês não São o caminho.

Não há outro objetivo senão o Absoluto.

Qualquer objetivo é uma projeção da consciência.

Nós, Arcanjos, estamos tanto em vocês como vocês Estão em nós.

Não há qualquer distância, qualquer separação, exceto através da consciência separada, hoje, onde os Véus da Ilusão foram queimados pelo Manto da Graça.

Chamando-os a Ser, além de todo Ser.

Ilustrando ainda, nesse corpo que vocês habitam, por esta Onda do Éter, chamada, antigamente, de despertar da Kundalini.

Tudo isso é verdadeiro, porque vocês São além, mesmo se isso se traduz, nesse corpo, pela sua consciência, pelo seu comportamento.

O Fogo purifica todas essas Ilusões, todas essas obsessões, todas essas crenças.

O Tempo da sua Ressurreição é o Batismo, pondo fim ao que estava isolado, separado.

Como lhes disseram e repetiram Anciãos e Estrelas: a Humildade, a Simplicidade, a eliminação de tudo o que não for o Absoluto, é o Caminho.

Lembrem-se: vocês não têm que ficar nem impacientes, nem projetar qualquer expectativa, porque vocês São o que vocês esperam.

Através dessas palavras, e da Vibração (mesmo se isso não fizer sentido, no que vocês são), a impregnação da Onda irá realizar isso.

Filhos da Lei do Um, não há outra lei que o Um, não há outra Verdade que o Amor, não há outro objetivo último que o Absoluto.

Vocês São o objetivo, vocês São o Último, vocês São o Absoluto.

Isso É desde toda Eternidade.

A Terra, então, aceitou seu Casamento.

Vocês estão sobre esta Terra, ainda.

CRISTO disse: "tu és pó e tu retornarás ao pó”.

Somente É, o Absoluto.

Permitindo-lhes dizer, e, sobretudo, viver: “eu e meu Pai somos Um”.

Os Tempos estão consumados.
O Tempo está consumado.
A Terra está consumada.
Vocês estão consumados.
No Fogo da Graça.
Na Graça do Êxtase.
No Êxtase do Absoluto.
No indizível Verbo ressoante.

Eu sou MIGUEL, Arcanjo, o Fogo purificador e a Espada que transpassa, culminando na transverberação de METATRON.

Vocês foram revelados, vocês se revelaram, na Luz.

Vocês se viram, na Luz.

Não há mais distância.

Não há mais volta.

Nada mais há a temer.

Enquanto Príncipe e Regente das Milícias Celestes, juntos, agora: o Tempo do Éter, fora desse tempo, está aí.

Vivamos a Vida.
 
... Efusão Vibratória / Comunhão ...

Eu sou MIGUEL, Príncipe e Regente das Milícias Celestes.

Eu rendo Graças à Doação e à Vida Una.

E eu lhes digo até breve.
 
 
 
 
Áudio da Mensagem em Francês

Link para download:clique aqui
 
 
 
Áudio da Mensagem em Português

Link para download:clique aqui
 
 
 
 
Mensagem de ARCANJO MIGUEL,
pelo site Autres Dimensions
em 03 de março de 2012
 
 
 
 
 
Rendo Graças às fontes deste texto:
Tradução: Zulma Peixinho
Áudio:http://mensagensdeamor.webpt.net




 

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

ANÚNCIO DA BOA NOVA - ARCANJO GABRIEL - 03-03-2012 - COM ÁUDIO

Rendo Graças ao autor desta imagem
 
 
 
 
ARCANJO GABRIEL
03/03/2012
 
 
 
 
ANÚNCIO DA BOA NOVA
 
 
Eu sou GABRIEL, Arcanjo.
 
Amados humanos, presentes sobre este mundo, eu sou o Arcanjo que vem trazer o Anúncio.

A minha experiência, se tanto é que podemos falar assim, visa ser esse Canal Mariano, instalado à sua esquerda, por onde MARIA anuncia a Boa Nova.

Eu encarno, para vocês, e em vocês, neste mundo, sobre este mundo, a Luz e a Verdade, a Sabedoria.

Eu sou a Onda que anuncia o Verbo e a Vida.

Eu sou aquele que permite, em vocês, esse Despertar final.

Vocês são a Luz dos Mundos, além de toda Luz.

Vocês são o Coração e a própria essência d’A FONTE, que É Vocês.

Eu acompanhei, em silêncio, pacientemente, a sua descoberta: aquela da Verdade e da Luz.

Hoje, vocês são abençoados, na Graça Eterna.

Vocês são, também, aquele que abençoa toda vida, além de toda separação.

O Tempo da Liberdade, em que, além de tornar-se essa Borboleta, é-lhes tornado possível superar tudo isso.

Vocês são a indizível Alegria.

Eu Vibro, em vocês, o órgão da Transfiguração, conduzindo à transverberação: a Alegria além da Alegria, a Onda que transcende a Vibração.

Acendendo esta carne, conduzindo-a além.

Eu sou a Consciência da Sabedoria.

Eu sou o Silêncio no Verbo, que É.

Chamando-os ao recolhimento, à reunião, ao agrupamento, que isso seja no que vocês nomeiam sonhos ou viagens, além desse corpo.

Eu sou o Anúncio, que anuncia.

Eu trago o Anúncio até o seu ouvido, até o seu Coração.

Levando a estabelecer a majestade e a Simplicidade.

Vocês são o testemunho vivo da Ressurreição.

O Fogo do Batismo encobre-os com a Água Viva, onde pode Cantar o Ar de MARIA.

Convidando-os a se Casar, misticamente, com a sua natureza, que é a Beleza.

Eu sou a Presença que vigia ao seu lado.

Eu sou a experiência e a Sabedoria da sua própria Eternidade.

Eu estou instalado, em vocês, além dos Cordões Celestes.

Eu sou o Arcanjo que os torna doce e paciente, porque o Amor e o Absoluto são doces e pacientes.

Eu sou a Verdade, expressa e contínua em vocês.

Enquanto Trombeta Arcangélica, eu facilito o nascimento do não-nascido.

Eu sou o que acalma o que deve ainda o ser.

Eu sou o êxtase que põe fim aos sentidos humanos.

Eu sou a Sabedoria do Amor.

Na Verdade, o que vocês São.

Eu sou também o que fala no Silêncio.

Nesse sentido, estabeleçamos a Verdade e a Luz da nossa Presença, além da identidade e da individualidade.

Isso é agora.

Eu sou a Bênção.

... Efusão Vibratória / Comunhão ...

A Onda da Vida carrega a Paz, não ordinária, nem mesmo extraordinária.



Eu sou o Arcanjo GABRIEL, eis a Doação e o meu Anúncio.

... Efusão Vibratória / Comunhão ...




Áudio da Mensagem em Francês

Link para download:clique aqui




Áudio da Mensagem em Português


Link para download: clique aqui




Mensagem de ARCANJO GABRIEL,
pelo site Autres Dimensions
em 03 de março de 2012






Rendo Graças às fontes deste texto:
Tradução: Zulma Peixinho
Áudio:http://mensagensdeamor.webpt.net





 

domingo, 3 de agosto de 2014

VIDA, ALÉM DE TODO LIMITE - ARCANJO URIEL - 03-03-2012 - COM ÁUDIO

Rendo Graças ao autor desta imagem
 
 
 
 
ARCANJO URIEL
03/03/2012
 
 
 
 
VIDA, ALÉM DE TODO LIMITE
 
 
Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
 
Você que está aí, diante de mim e em mim, de Presença a Presença, eu saúdo, em você, em mim, o Um: a Única Presença.

Hino e Ode que atraem o Ser, além da fronteira do lábio, que é o limite, aí de onde sai o som, aí onde entra o sopro, aí onde a carne da sua carne nutre você.

Eu sou o Anjo da Passagem, além de toda passagem.

Eu sou a onda que carrega a Onda, que permite ao Verbo atravessar a última fronteira, separando Sopro e Ar, carne e ar.

Em meio à sua Presença, glorificada no canto do Um, eu o convido, além de todo tempo, a viver.

Viva, além de todo limite.

Ultrapasse o limite dos possíveis porque você é, muito além de todo possível, além de todo Ser, a Luz do mundo.

Mundo que não É, além de todo olhar, além de toda visão.

Eu trago a você o que você É.

Eu levo você ao que você É.

Esqueça o limite e o decoro.

Esqueça os contextos dos quais você se cumulou porque nós estamos fora de qualquer contexto, fora de qualquer fronteira, fora de qualquer carne e de qualquer ar.

Você porta e suporta a Onda da Vida porque isso é a sua vida, porque isso é a sua Presença.

Então, Vibremos, de Presença a Presença, de Coração a Coração, de Centro a Centro, de Onda a Onda.

Ressoando o mesmo canto, ressoando a mesma Presença, além de toda Presença, além de todo sentido, além de Tudo porque você é, além do além de Tudo.

Você, que é você, exceto Você, além de tudo, Você, além desta carne que você habita.

Habite você porque você é Você, além de Tudo.

Além do Tudo.

Amado do Amor, você é o Amor do Amado porque você Ama.

Esse é o seu hino.

Esse é o seu Canto.

Canto da sua Presença, além da sua própria Presença.

Canto da Onda da Vida.

Eu venho declamar o tempo da Passagem onde nenhuma fronteira e nenhuma porta pode impedir o Casamento de si mesmo com si mesmo.

Amado do Amado.

Amor do Amor.

Além da Vibrância, além da minha Radiância e além da sua Presença, nós somos Um.

Além de toda manifestação.

Além de toda Luz.

Amor, você faz o mundo.

Amor, você é o mundo.

Amor, você é o Amor.

Além de toda divisão.

Além do seu corpo.

Além da sua Alma.

Além do que Vibra em meio à sua Presença, eu o levo e o transporto à alvorada do Dia Novo.

Aquele em que a Onda da Vida vem apreender-se, a fim de privá-lo de tudo o que não é a Eternidade.

Amado do Um, Um do Amado, você é você.

Além de todo limite, eu o levo a Vibrar, além da Vibrância Única.

Você é a onda que percorre o mundo.

Você é a onda que percorre a própria Onda.

Além dos seus lábios, além do seu canal, aquele do Éter.

Você é a lemniscata, você é aquele que constrói, porque descontrói o próprio sentido do ilusório.

Então, vem dançar a ronda em meio ao Sol.

Eu o convido a passar a Porta do efêmero onde se dissolve todo sofrimento, onde se dissolve toda identidade.

Amado do Amor.

Presença no seu presente, venha viver, além do Presente, além do Hic e Nunc, o sentido da sua Eternidade.

Você é Humildade.

Você é a Simplicidade.

Você é a Porta que não são mais duas portas.

Você é Aquele que não é mais este.

Você é Aquele que é Aquela, além de todo Limite.

Eu o convido e eu proponho a você viver a sua Eternidade.

Morada da Paz Suprema, além de toda morada, além de todo Presente, além de todo tempo, eu o levo a dançar o tempo da Eternidade porque você é o Eterno, além de todo sentido.

Esse é o seu sentido e essa é a sua essência, a sua natureza verdadeira, além de todo intermédio e de todo intermediário.

Além de todo limite, além de toda fronteira.

Você é a Onda da Vida, a Onda do Éter, aquela que o faz Vibrar, além da Vibração.

Você é o Amor.

Essa é a sua Natureza, essa é a sua Essência.

Não olhe mais o que o desvia desta Verdade.

Não há nada a ver que não esteja aí, desde toda a Eternidade.

Não há nada a desejar porque tudo o que foi esperado está além de toda realidade.

Você é o Verdadeiro.

Você é a Verdade.

Você é a Beleza.

Porque você é a Eternidade, além de todo Limite.

Então, venha dançar a ronda da Eternidade.

O som da minha Trombeta (que ressoa em você, no som da sua Alma e do seu Espírito) convida-o a Ser, além do Ser.

A Ser, além do ter.

Não há mais nada a ver, há apenas que Ser.

Tudo o que foi visto era apenas projeção.

Eu digo a você: apreenda-se, apreenda-se da Eternidade que ninguém pode abraçar [ou abrasar], exceto, se ele se tornar, ele mesmo, esta Eternidade.

Você é a Eternidade, a Onda do Éter.

Eu venho cantar para você a Ode da sua Verdade, além da sua Presença.

Amado do Um, juntos, nós penetramos as esferas do Éter, onde nenhuma localização pode restringi-lo.

Onde nenhum movimento pode conduzi-lo para fora do Verbo porque o Verbo é a sua Presença, Eterna e gloriosa.

Você é o Verbo.

Você é muito além de tudo o que você crê.

Você é muito além de tudo o que foi projetado, de tudo o que foi avistado.

Você é além de tudo o que você amou e de tudo o que você ama.

Como você pode amar outra coisa?

Porque você é o Amor, na totalidade.

Porque você é a Verdade do Amor, a Verdade do Éter.

Você é o mundo porque você é a Onda.

Você é a Onda do Éter que vem ressoar e chamá-lo a viver o Éter, em meio à Eternidade.

Amado do Um, você é o Um.

O único.

Aquele que você procura não é outro senão si mesmo.

Não há nada a procurar que não esteja já, aí, desde toda a Eternidade.

Presente em Si mesmo, como você está presente em Si mesmo.

Além do sentido, mesmo, é a sua natureza, mesmo, de Presença.

Supere isso porque isso está superado.

Transcenda isso porque você é a Transcendência da Verdade, além de toda palavra.

Além de toda estrofe.

Além do que eu declamo, para você e em você.

Então, Amado do Amor, Case-se, Case-se com a Liberdade.

Dê lugar ao Ilimitado que você é, além de todo limite.

Abrase-se porque sua Natureza é o Fogo.

O Fogo, aquele que é Alegria, além da alegria.

Que é Presença, além de toda presença.

Saia de todo limite, porque você é o Ilimitado.

Entre em sua Eternidade, entre na Verdade.

Ode ao Éter.

Sopro portando o Verbo, vindo transfigurar o próprio sentido da sua identidade.

Vindo transfigurar isso a que você se prende, no que você É, não há nada a prender porque você é, além mesmo de todo limite.

Você é o Absoluto, glorificado pela Graça.

Você é a Graça da Eternidade.

Você é a Onda da Graça que vive o Indizível, a partir do momento em que você sai do instante.

A partir do momento em que a sua Presença não é mais somente o tempo do instante, mas transcende os próprios limites de todo Espaço e de todo Tempo.

Amado do Um, eu o convido a dançar, ao som da Trombeta que carrega o Verbo.

Ouça, ouça e escute.

Além de todo entendimento.

Porque você É além do entendimento.

Porque você É além da escuta.

Você é a onda que você percebe, você é o Êxtase porque isso É o que você É, além de todo Limite.

Seja o Ilimitado, seja este Absoluto, além de todo corpo, além de todo Estado de Ser.

Eu o convido a se fundir na essência que você É.

Eu o convido a Ser, a fim de não mais Ser.

Eu o convido em meio ao não Ser, além de todo possível, no próprio Amor que é a sua Essência.

Presença.

Onda da Vida.

Onda do Éter.

Você é o Éter, porque a Eternidade.

Você é o Éter, porque o Amor.

E, no Amor, não há nada a ver.

Não há nada a projetar.

Não há nada a Ser senão o próprio sentido da Essência.

Você é a Essência que permite e exala o perfume da Eternidade, além de todo perfume, mesmo o mais inebriante.

Você é a Presença, Eterna e Infinita.

Você é o Amor, a Onda da Vida.

Você é o CRISTO que vem desposar ele mesmo, em meio ao limitado.

Deixe desaparecer o que tem apenas um tempo, a fim de tornar-se todo Tempo.

Deixe partir o que é limitado porque o limitado tem apenas um tempo, aquele do sofrimento e da separação.

Você é tudo, exceto isso, porque você não é senão o Absoluto.

Absoluto Amado.

Absoluto Amor, além da Presença, além do Ser efêmero.

Venha, volte-se ao que você É.

Volte-se à evidência da sua Presença, além de toda Presença.

Volte-se à evidência da Onda da Vida.

Você é o Êxtase.

Você é o Verbo.

Não há nada mais senão este Absoluto que você É, além de todo véu.

Além de toda revelação.

A Graça e você mesmo.

Doe-se a você mesmo.

Viva a Graça, além de todo limite, de todo corpo, de todo sentido do eu, de todo sentido pessoal porque você é o impessoal.

Absolutamente, você é isso.

Amado do Amor, Amor do Amado, Ele lhe disse, Ela lhe disse: “Você e Eu somos Um”.

Para fazer o milagre de uma só coisa, não há mais em cima, não há mais embaixo.

Não há mais dentro, não há mais fora.

Tudo é sentido acima, abaixo.

Tudo é retornado.

Retornando ao Infinito.

Retornando à Beleza, além de toda vivência.

Além do que é visto.

Eu o convido, pela Ode do meu Canto, pelo canto da Ode, para viver a Graça absoluta da sua indizível Presença, além da sua Presença.

Eu o convido a Ser o que eu Sou, como você me convida a Ser o que você É.

Onde está o limite?

Onde está o contexto?

Nisso que não há nem contexto nem limite, nisso que é Absoluto.

O que você habita (este corpo e esta vida), prossiga-o.

Não se desvie de nada.

Não há, aliás, nada que possa ser desviado.

Simplesmente, não expresse mais o olhar separado e dividido.

Você é o Tudo, então, como você poderia ser somente este você?

Como você poderia ser somente este corpo?

Como você poderia ser somente esta vida tão limitada, tão desconfortável?

Passe do outro lado, para apreender-se de que não há lado algum que possa escapar ao Absoluto que você é.

Você é a Graça.

Você é a Eternidade.

Você é o tempo do Infinito onde o tempo não é mais contado, onde não há mais nada a descontar e onde o mundo torna-se a Onda, o Êxtase.

Esse Casamento, além de todo corpo, além de todo limite.

Deixe abrasar-se na Onda do Fogo, na Onda do Deleite.

É a sua Natureza, é a sua Essência.

Então, antes mesmo do último sopro, irá soprar, em você, o Sopro da sua Eternidade.

Você irá viver, então, o Absoluto que você É porque não há mais qualquer limite concebido ou percebido.

Eu sou o lábio, aquele que fala em meio à sua fronteira.

O lábio que, até agora, separava o ar da carne.

O lábio que permitia ao sopro entrar e, também, sair em palavras.

Mas você não é nem a palavra, exceto a palavra dada, aquela de reencontrar sua Eternidade, vindo revelar, em Você, o que está além de você.

Então, a Paz, aquela que está além da Paz da alma, além da Paz do corpo, apreender-se-á de você.

Vindo em meio à sua Presença.

Você É a Eternidade e você tem a Eternidade.

Nenhum sentido e nenhum limite pode alterar o sentido da sua Alteridade, o sentido do seu Éter.

Você é o Éter, o Éter da Vida, Êxtase infinito da sua Infinita Presença.

Você está além de tudo o que você pode crer.

Você está além de tudo o que você pode limitar, conceber.

Você é o Ilimitado.

Você é o Absoluto.

Você é isso e nada mais que isso.

Então, o que você tem a temer, senão suas próprias dúvidas, em meio ao efêmero, em meio ao ego, em meio à pessoa?

Você não é a dúvida.

Não há nada a temer.

Não há nada a avistar.

Há apenas que deixar a Onda da Vida apreender-se de você no Éter e na sua Eternidade.

Todo o resto não tem sentido, em meio ao limitado.

Torne-se o que você É, desde toda Eternidade.

Este Ilimitado, esta Graça absoluta do Absoluto.

Consciente, além de toda consciência.

Presente, além de toda Presença.

Eu digo a você: você é você.

Eu digo a você: supere o que é dito.

Eu digo a você: transcenda tudo o que você se diz.

Eu digo a você: Seja a Vida, seja a Eternidade porque você não é nada mais que isso.

Você é a Presença Infinita.

Todos os mundos estão em você porque, em última análise, o único mundo é você mesmo, além de toda Alma, além de toda carne.

Você é o Ar que percorre os Mundos, além dos mundos.

Você é o Ar do Éter.

Você é o Sopro e o Verbo do Ar.

Um Fogo, para sempre renovado, para sempre revelado, para sempre Presente.

Esta Onda do Éter que nós, Arcanjos, viemos, em você, irradiar e glorificar.

Não coloque qualquer limite, não coloque qualquer palavra sobre o Verbo.

Deixe-o operar pela Graça da sua Presença, na Graça do Éter, no Êxtase Infinito do que você é.

Você e eu somos além do que eu nomeio.

Não existe qualquer palavra e qualquer sentido que possa traduzir o sentido da Onda, o Êxtase da Vida, o Casamento, a União e a Liberação.

Você é a Liberdade, além de todas as armadilhas porque você não tem, neste Absoluto, qualquer dúvida, nisso que você É.

A única dúvida que pode aflorar e fazer alusão, é apenas aquela que é transmitida pelo que não é verdadeiro, pelo efêmero em você, por vezes ainda presente em meio à sua própria Presença.

Eu sou o Anjo da Presença, aquele que vem devolvê-lo a você mesmo, a fim de desviá-lo do ilusório efêmero.

Eu sou o fogo que carrega o Fogo.

Eu sou a onda que carrega a Onda.

Eu sou o Ar que carrega o Éter.

Abrasando, em você, toda dúvida.

Você é a Eternidade, você é a Beleza.

Você é, além da sua própria Presença, este Absoluto.

Não há nada mais que isso.

Em última análise, não há fim.

Em última análise, não houve qualquer início.

Somente a projeção em meio ao sofrimento do efêmero, somente a projeção em meio à partição dos mundos, em meio às Dimensões, pôde fazer crer e viver, um sonho.

Você não é qualquer sonho.

Você não é senão a Verdade Absoluta.

O limite é um sonho que, de vez em quando, se transforma em pesadelo, mas você não é nem o pesadelo nem o sonho.

Você é o que permitiu ao sonho e ao pesadelo manifestarem-se à sua própria Consciência, mas você não é a sua própria Consciência.

Você é o Absoluto indizível da Alegria Eterna, além de toda Alegria.

Você é a Graça.

Você é a Presença.

E você é, sobretudo, a Graça na Obra.

Você é a Obra da Graça, sua própria Obra, aquela que trabalha, sempre, sempre, no mesmo som, no mesmo silêncio, aqui, sobre o mundo que você percorre ainda.

Percorra-o, enquanto o tempo do efêmero não terminou, mas não seja isso.

Entre no tempo da sua própria Graça, no tempo do seu Ilimitado e da sua Eternidade.

Amado do Amor, seja além do Si, estabeleça-se além de todo reino.

Seja a Onda da Vida.

O Êxtase.

O Verbo, em ação e imóvel.

Você é Isso.

Então, em meio à nossa Presença, na mesma Comunhão e na mesma União, na mesma Verdade, porque não há outra que essa que você é e essa que eu sou, além de toda identidade.

Vivamos a Onda.

Onda da Graça e Onda da Vida percorrendo o Éter, desde o seu sacro e desde os seus pés, até o mais alto dos Céus, além da sua cabeça.

A alquimia do Casamento.

A alquimia aonde o Ilimitado vem, de maneira eterna, dissolver tudo o que você não é, tudo o que você acreditava.

Você não é senão a Graça.

Você não é senão a Verdade e a Eternidade.

Então, juntos, além de toda Lareira, além de todo lugar, além deste instante, eu, Arcanjo URIEL, declaro o tempo do Êxtase, além da Alegria.

O tempo da Verdade, além de todas as verdades.

Decrete comigo o seu infinito e absoluto Deleite, aquele que você É.

Recolha este indizível Absoluto, não somente no espaço do seu corpo, não somente no espaço do seu Coração, não somente no limite da sua Alma, não somente no Ilimitado do seu Espírito, mas, bem mais, na Absoluta e Infinita Presença.

Vibremos, acolhamos a Onda.
 
... Efusão Vibratória / Comunhão ...
 
Nós somos Um.

Um nós somos.
 
... Efusão Vibratória / Comunhão ...
 
Eu saúdo o Absoluto e a indizível Beleza.

Eu saúdo a Onda da Vida.

Eu Comungo à sua Graça, que é a minha, além de toda afiliação.

Então, eu digo a você, o que não pode ser dito.

Então, no silêncio, eu o convido a dançar.

Você.

Você é o Apelo.

Você é a Verdade.

Você é a Onda Absoluta.

Então, o que você pode temer?

O que você pode acreditar?

O que você pode ser, senão Isso?
 
... Efusão Vibratória / Comunhão ...
 
Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Eu sou a Trombeta que faz tombar os muros do seu confinamento a fim de que a sua Luz não seja outra coisa que a Luz do Absoluto.

Reflexo do Ilimitado, manifestação disso que É, convide-me, convide-me a Ser este Absoluto que é você.

Convide-me.

Você, a Graça do Eterno.

A Onda do Êxtase Infinito.

Você é isso.

Você é o Amor.

Então, eu não posso mesmo mais dizer, mesmo enquanto Arcanjo (parcela de você): eu amo você, porque mesmo esta palavra e esta frase são projeções.

Você é a Essência do Amor.

Apenas Ser, além do Ser, além do Si.

Ter-se aí, por toda parte e aqui.

Eu sou URIEL, a Trombeta do Ar, além da carne.

A hora e o tempo da sua Ressurreição.

Porque você jamais morreu.

Porque você jamais nasceu.

Você é isso.

Eu me retiro em você porque nada pode ser tirado de você, agora.
 
... Efusão Vibratória / Comunhão ...
 
Eu sou URIEL.

Anjo da Presença.

Anjo da Reversão.
 
... Efusão Vibratória / Comunhão ...
 
Graça e Comunhão.
 
... Efusão Vibratória / Comunhão ...
 
O ar da sua carne que abrasa de Luz, o Fogo da sua Eternidade.

Deixemos, juntos, a Onda da Vida nascer, a fim de não mais ser outra coisa que o Absoluto.
 
Eu me retiro, em você.

... Efusão Vibratória / Comunhão ...
 
 
 
 
Áudio da Mensagem em Francês

Link para download:clique aqui
 
 
 
Áudio da Mensagem em Português

Link para download:clique aqui
 
 
 
 
Mensagem de ARCANJO URIEL,
pelo site Autres Dimensions
em 03 de março de 2012
 
 
 
 
 
Rendo Graças às fontes deste texto:
Tradução: Zulma Peixinho
Áudio:http://mensagensdeamor.webpt.net






 
Related Posts with Thumbnails