segunda-feira, 12 de outubro de 2015

AMIGO E AMADO - A FONTE - OUTUBRO DE 2015 - COM ÁUDIO

Rendo Graças ao autor desta imagem




A FONTE
OUTUBRO DE 2015




AMIGO E AMADO


Meu Amigo, meu Amado, em sua eternidade aqui presente,
eu saúdo a sua beleza, eu saúdo o Amor.

Quais palavras mais devem ser pronunciadas, quais vibrações mais devem aparecer?

O que dizer-lhe, se não cantar a Liberdade, cantar a alegria de nosso reencontro?

Meu Amigo, meu Amado, ser o Amor, você, aí presente, sentado, aí presente, por toda a parte na superfície desse mundo, onde quer que você esteja, eu venho a você, como você veio a mim, sem medo e com confiança, no Amor puro e refinado da Verdade.

Meu Amigo, meu Amado, deixe-se levar e conduzir na alegria da alegria infinita de nosso reencontro.

Ouse, enfim, ser livre, porque você é a Liberdade.

Meu Amigo, meu Amado, há um tempo, eu lhe falei de nosso Juramento e de nossa Promessa…, que você é chamado a viver aqui, aí, onde você está, para que o sorriso de seu coração não seja, nunca mais, estremecido por qualquer coisa de falso, por qualquer inversão que seja.

Meu Amigo, meu Amado, eu o convido a dançar a dança dos Elementos, a dança do Amor, a dança do Silêncio.

Eu o convido à majestade, aí, onde você está, da vida reencontrada.

Meu Amigo, meu Amado, você, que trabalhou nos Ateliês da Criação, nos Ateliês da Verdade, eu lhe ofereço a si mesmo, na doação do Absoluto, nesse espaço sagrado no qual nada é esperado porque já revelado.

Eu deposito, aos seus pés, o tapete da Graça.

Eu deposito, nesse mundo, o inefável da Verdade Una.

Meu Amigo, meu Amado, eu venho animá-lo no último êxtase da Verdade…

Eu venho chamá-lo e lembrá-lo do que você é e que você sempre foi.

Meu Amigo, meu Amado, você é o Caminho, você é a Verdade, você é a Vida, você é o Tudo e você é Um em mim e comigo, como eu sou Um em você e contigo.

Meu Amigo, meu Amado, talvez, você já ouça o Coro dos Anjos e o apelo dos anjos, que celebram a sua Ressurreição, que celebram o Fogo da Verdade.

Meu Amigo, meu Amado, você ouve o canto dessa carne que você habita, que exulta à sua transcendência, que exulta à sua própria beleza?

Meu Amigo, meu Amado, o que dizer mais, nesse espaço no qual nenhuma palavra é mais útil nem necessária, se não é trazer-lhe a boa nova?

Mesmo se você não a conheça ainda, ela está aí.

Meu Amigo, meu Amado, eu venho depositar, em seu coração, e selar, em você, o selo da Verdade, que não conhece qualquer pessoa, que apenas conhece a oferenda permanente da verdadeira Vida.

Meu Amigo, meu Amado, escute crescer, em você, o apelo da Eternidade e a verdade da Eternidade.

Meu Amigo, meu Amado, acolha e recolha, agora e já, os frutos de sua Ressurreição.

Meu Amigo, meu Amado, não me aguarde mais, não me espere mais, porque isso está consumado.

Meu Amigo, meu Amado, coloque-se aí, onde você está, e aí, onde você sempre estará, regozijando-se de sua consciência, em qualqure plano que seja…

Deixe o que está morto afastar-se de você.

Nada retenha de exuberância de sua alegria, do silêncio de sua verdade.

Meu Amigo, meu Amado, é depositado, em você, tudo o que está aí.

Eu deposito, em você, nosso Amor e nossa Amizade…

A hora, você sabe, é para o Amor e para o perdão integral porque, no espaço de seu coração, nenhuma queixa pode manter-se, nem ser retida.

Sua Casa está limpa, pronta para acolher Aquele que já está aí.

… Silêncio…

Ouça e veja a verdade.

Ouça e veja a sua eternidade.

Não se deixe mais parar pelo que quer que seja que não dura.

Repouse em sua alegria.

Repouse na verdadeira vida reencontrada.

Ouse.

Ouse o Amor integral e total, aquele que jamais tem a priori.

Não condene e não julgue, jamais.

Ame, acima de tudo e além de tudo.

Ouça o canto da Ressurreição.

Meu Amigo, meu Amado…

Festejemos, juntos, aqui e agora, a sua Ressurreição…

Seja livre de tudo e, sobretudo, seja livre no amor e no Amor…

Apenas volta a fechar-se, em você, a vã história de todo sofrimento.

Eu o quero na totalidade, para restituí-lo a si mesmo.

Que a alegria de seu coração não conheça mais nem obstáculo nem resistência.

Que a alegria de seu coração libere-o de toda dor e volte a fechar o livro do sofrimento, para que o livro da Vida seja aberto na tela de sua vida.

Vista, então, a inteireza de sua vestimenta de eternidade.

Brilhe da verdadeira Luz, aquela eu nasceu em você, em seu centro.

O éter vivificante da Vida exulta em você, na sabedoria do Amor, na sabedoria da Verdade.

O que dizer-lhe mais?

Veja além de minhas palavras e de nossa comunhão.

Celebre a Vida.

Celebre a verdade.

Aqui, aí, onde você está, a Verdade está aí, a verdade de sua liberdade, a verdade do Amor.

… Silêncio…

Meu Amigo, meu Amado, tudo é Um, no Amor…

Acolha e recolha os frutos da Eternidade, e dê tudo à vida que o toma e que o restitui à sua vida.

… Silêncio…

Meu Amigo, meu Amado, repouse, peregrino da Eternidade…

O tempo da leveza está aí…

Ilumine-se, como você semeou de Luz, por sua presença nesse mundo.

Reencontre-se, esteja em paz, porque o que vem é apenas alegria, o que quer que digam os seus olhos e o que quer que queiram fazê-lo crer aqueles que mantêm, ainda, o medo.

Repouse…

Deixe florescer, em você, o perfume da Eternidade.

… Silêncio…

O que dizer-lhe mais, do que tudo o que foi dito, do que tudo o que foi vivido?

Qual prove você precisa em seu coração?

Meu Amigo, meu Amado, coloque-se, comigo, na dança da Vida.

Nada há a lamentar do antigo, nada há a reter do antigo, porque tudo é novo e tudo é renovado na graça do Amor.

Meu Amigo, meu Amado, eu abençoo a joia de seu coração, para que todas as suas facetas resplandeçam e irradiem, em todo mundo e em todo universo.

Não se feche mais, jamais…

E trate das feridas restantes do sofrimento efêmero.

… Silêncio…

Acolha e recolha o néctar do Senhor, o perfume de vida da Liberdade.

Cante comigo, no silêncio de nosso coração…

Deixe-me amá-lo, inteiramente…

Deixe-me amá-lo e ame-se, com o mesmo amor e a mesma ardência, você, o ardente Filho do Sol…

O Fogo perpétuo do Amor é seu alojamento essencial.

O que dizer-lhe mais, na perfeição do que está aí?

Regozije-se e festeje isso, abraçando no mesmo amor o que aparece aos seus sentidos, tanto no novo como no antigo que morre.

Mostre o mesmo amor e dê amor, porque quanto mais você dá, mais você recebe.

Então, nada retenha.

… Silêncio…

Meu Amigo, meu Amado …

Assim, eu canto, em você, o mantra do Amor.

… Silêncio…

O que dizer-lhe, em palavras, mais do que o que já está aí?

… Silêncio…

Você, que me olha, ao escutar-me, ao ler-me…, você se olha a si mesmo.

Nós somos Um e bem mais ainda.

Seja autêntico e verdadeiro, e você o é, assim que deixa emanar o que você é, a partir do coração de seu coração.

Todas as respostas ali estão contidas.

Aqui se encontra a evidência do que você é, mais do que nunca mostrada a si mesmo e mostrada ao mundo, sem nada querer demonstrar, nem impor

… Silêncio…

Permita-me, enfim, colocar meus lábios sobre sua fronte e sobre seu coração…

Permita-me, sobretudo, ser a Verdade, estar na Vida.

Meu Amigo, meu Amado, eu lhe digo até sempre, na Eternidade…, e viva o sacro de sua Realeza.

Eu me inclino diante de você, diante de tudo o que você ousou atravessar, na ilusão tenaz desse mundo.

… Silêncio…

Eu o saúdo e digo-lhe: «até sempre», porque nunca mais nós poderemos estar afastados nem separados.

Eu abençôo, em você, a chama de sua eternidade.

Eu abençôo, em você, a sua Presença e a sua radiância.

Eu me instalo, permanentemente, em sua Morada.

Acolha-me, como eu o acolhi, e saboreie a alegria e a felicidade de nossa união.

… Silêncio…

Meu Amigo, meu Amado, o que dizer mais?

Amor e Paz.

Eu lhe digo, então: «até sempre», no Amor e na Paz…, e eu fico aí.

Eu o amo.

… Silêncio…







Mensagem d'A FONTE,
Outubro de 2015





Agradecimento ao trabalho excepcional ao longo do Processo:
Traduzido para o Português por Célia G.
http://leiturasdaluz.blogspot.com.br
Áudio:
http://mensagensdeamor.brluz.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails